Homenagem da Fitert ao dia dos radialistas: 21 de setembro

Em mais um Dia das e dos Radialistas a categoria vive um momento de profundos desafios. O golpe midiático-parlamentar amparado por setores do judiciário ameaça os direitos sociais e trabalhistas. Medidas como o congelamento dos investimentos em saúde e educação por 20 anos – previsto na Proposta de Emenda Constitucional 241/2016 -, o aumento do tempo exigido a homens e mulheres para assegurarem o direito de se aposentar, a possibilidade de regulamentação de jornadas de trabalho de até 12 horas diárias, entre outros absurdos, reforçam a necessidade da organização para preservar direitos.

No campo da radiodifusão, o ataque ao caráter público da EBC, a resistência dos patrões para garantir a reposição das perdas inflacionárias nas campanhas salariais, e a relutância do Congresso Nacional em assegurar direitos como o piso salarial nacional, aposentadoria especial e a carteira de identidade dos radialistas mostram a necessidade da luta organizada e dos sindicatos.

Apesar das dificuldades, a Fitert parabeniza todos os radialistas pelo seu dia porque é uma forma de homenagear quem garante chegar à população o direito à informação de qualidade. Nas emissoras de TV e rádio, produtoras de vídeo, empresas de publicidade e agências que trabalham com mídia para difusão em meio televisivo ou radiofônico – na administração, produção e técnica; nas funções de autoria, direção, produção, interpretação, dublagem, locução, caracterização, cenografia, tratamento e registros sonoros, tratamento e registro audiovisuais, montagem e arquivamento, transmissão de sons e imagens e revelação e copiagem de filmes.

Quando em 21 de setembro de 1945 o então presidente Getúlio Vargas fixou pela primeira vez um piso salarial nacional para os profissionais da categoria, o fez em reconhecimento à relevância política e histórica destes profissionais. E a categoria escolheu este como o seu dia para reafirma sua importância no cenário nacional.

Em seus 26 anos de atuação, de forma autônoma, independente de patrões e governos, e intransigente na defesa dos radialistas, a Fitert só vê crescer sua responsabilidade com esses trabalhadores. Por isso, neste 21 de setembro, reforçamos nossa homenagem a quem é a razão de existir da Federação. Parabéns, radialistas de todo o Brasil.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA