Dia 24 todos a Brasília contra as Reformas e pelo “Fora Temer! Diretas, Já!”

Na reta final da preparação do #OcupaBrasília, o país foi surpreendido na noite de ontem (17) com a notícia divulgada pelo jornal “O Globo” de que o presidente golpista Michel Temer foi gravado negociando o pagamento de uma “mesada” ao ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, também do PMDB de Temer e hoje preso. O esquema também compraria o silêncio do operador (responsável pela articulação e distribuição dos pagamentos de propinas) Lúcio Funaro.

A mesma notícia de “O Globo” revelou ainda que o senador tucano Aécio Neves (PSDB/MG) foi também gravado pedindo R$ 2 milhões ao dono da empresa JBS, Joesley Batista. Durante a negociação, Aécio teria afirmado ainda que as malas de dinheiro deveriam ser entregues a “um que a gente mata ele antes de fazer delação.”

A crise política e institucional aberta com o golpe que levou ao impeachment da presidenta Dilma Rousseff chegou ao seu auge. O governo ilegítimo de Temer não tem nenhuma condição de continuar e aprovar os ataques draconianos a direitos da classe trabalhadora, como as reformas da previdência e trabalhista.

Nesse contexto a manifestação do dia 24 em Brasília ganha ainda mais peso para barrar essas reformas, impor a revogação de todas as medidas do golpe e a realização de eleições diretas. É hora do povo tomar nas mãos o seu destino.

Dia 21 centrais, frentes e movimentos realizam manifestações em todo o país.

Numa prévia do dia 24, o próximo domingo também será de manifestações em todo os país pelo “Fora Temer”. Os protestos estão sendo convocados pela CUT, CTB, CSP-Conlutas, Intersindical, Força Sindical, as Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, UNE, UBES e centenas de outras entidades e movimentos para exigir eleições “Diretas já!”. A Fitert fortalecerá essas manifestações e conclama toda a categoria a participar!

Fonte: Da redação, com informações de O Globo.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA