Fitert participa de Conferência da UNI Américas, na Colômbia

Atualizado em 12/12/2016 às 11:51.

Teve início no dia 7 (quarta-feira) a 4ª Conferência Regional UNI Américas Global Union, com o tema “Vamos juntos companheiros e companheiras: com o seu querer e com a minha vontade”, em Medellín, na Colômbia. Representando a Fitert, estão participando o vice coordenador, Everaldo Monteiro; a secretária geral, Andrea Bussulo; o secretário de relações internacionais, Miguel Novaes; e o secretário de imprensa, Nascimento Silva.

Em paralelo a esse evento, foi realizada nos dias 4 e 5 a 5ª Conferência de Mulheres da UNI Américas e de 6 e 7 preparativos e decisões para a Conferência Regional UNI Américas.

Ontem (8) foi aprovada a ordem do dia e do regulamento, assim como também foi realizada eleição do Comitê de Credenciais e do Comitê de Resoluções. Também foi destinado momento de silêncio em homenagem aos companheiros que já passaram pela UNI.

Esta Conferência destaca: “Vamos juntos pelo crescimento sindical: a UNI Américas rompendo barreiras”, ou o plano estratégico do período 2016-2020.

Foi realizado um estudo de caso nos países Colômbia, Peru e Chile para análise da aplicação do acordo global com empresas internacionais que possuem sedes no mundo inteiro, principalmente na América Latina que visa evitar a exploração dos trabalhadores.

Dentre as várias apresentações feitas pelo Comitê de Resoluções destacaram-se: “Para crescer sindicalmente: UNI rompendo barreiras – Plano Estratégico 2016-2020” e ”Para construir unidade sindical, para cadeias de produções globais juntas: trabalho descente para todos”. E uma atividade que se destacou entre as demais foi a homenagem aos heróis e heroínas sindicais que perderam a vida na luta pela paz do país, “Vamos juntos pelas paz e justiça social na Colômbia”.

Como parte final do dia, foram discutidas as moções: “Para uma América sustentável”, “Para fortalecer os processos de integração regional e sub-regional para uma ordem mundial democrática, igualitária e respeitosa dos Direitos Humanos e Ambientais”, “O direito à greve, pedra fundamental dos Direitos Humanos, do Trabalho e da Liberdade Sindical”, “Em defesa do banco público, da TV pública e de um sistema financeiro orientado ao desenvolvimento social na região”, “Pela pluralidade de vozes na mídia” e “Digamos não à evasão fiscal”.

A Fitert permanece em Medellín até o final do dia de para o último dia da conferência.

Atuação da Fitert na UNI

Foi eleito no final da tarde de encerramento da 4ª Conferência Regional da UNI Américas para compor a diretoria da UNI-MEI o secretário de relações internacionais da Fitert e coordenador do conselho de Enlace da UNI no Brasil, Miguel Novaes.

“A conferência foi um sucesso desde o seu início com os encontros de mulheres e da juventude. E para a Fitert é uma vitória dos radialistas do Brasil ocupar essa vaga dentro dos quadros da UNI Américas, a partir de uma articulação feita pela bancada brasileira, com a participação dos companheiros Nascimento, Everaldo e Andréia. Chegamos aqui sem nenhuma perspectiva, porque a chapa já estava montada, mas no movimento encabeçado pelo companheiro Nascimento, lutamos para inserir um segundo nome e conseguimos colocar o meu nome, que vejo como uma grande tarefa, porque muda o contexto regional do Estado de Goiânia, onde eu atuei e o contexto da atuação da Fitert”, relata Miguel, que também é preside o Sindicato dos Radialistas de Goiás.

Andréa Bussolo Araújo, secretária geral da Fitert e dirigente do Sindicato do Rio de Janeiro, foi convidada por Cristiane Nascimento, recém-eleita responsável pelo Comitê Regional de Mulheres da UNI Américas no Brasil, a participar da rede no país. “Para mim será mais uma experiência que agregarei e com certeza me fará crescer como profissional”, afirmou Andréa.

Para Everaldo Monteiro, vice coordenador da Fitert e coordenador do Sindicato da Bahia, “a Federação é uma das grandes potências dentro da UNI-MEI/Panartes e espero que a entrada do Miguel seja abraçada pelos companheiros. Eu vejo com bons olhos, como crescimento da Fitert e, diga-se de passagem, foi uma grande articulação feita pela experiência do Nascimento, a minha contou muito pouco, embora tenha colaborado na estadia dos companheiros. E essa vinda da Andrea somaria, pois precisamos ter nossa representação no mundo da mulher, não só discutindo nos bastidores achando que estamos representando, precisamos mais do que isso. E o Conselho das Mulheres que criamos no país precisa seguir esse modelo para saber o que é a realidade e daí sim partiremos de uma posição a perceber o que é a discussão, o mundo dos gêneros, o mundo da mulher, em defesa de toda a classe sem nenhum tipo de descriminação”.

Atuação internacional

A estratégia de romper barreiras no setor de meios de comunicação e espetáculos focou-se em uma campanha com trabalhadores do Grupo Prisa, na Colômbia, com apoio da UNI. O sindicato dos trabalhadores da Caracol Rádio, mantida pelo grupo, quase duplicou seus índices de filiação. Apesar de uma campanha antissindical contundente por parte da empresa, incluindo um pacto para tentar comprar coletivamente a filiação dos trabalhadores.

A UNI-MEI destaca que o presidente da entidade e coordenador da Fitert, José Antônio Jesus da Silva, reforça a importância desta luta que busca criar uma aliança global de sindicatos, com apoio das centrais sindicais, para alcançar um acordo global de sindicalização. Por isso foi implementado, por exemplo, a política de atendimento aos radialistas que trabalharam durante a Copa do Mundo e as Olimpíadas.

“A UNI-MEI tem feito parcerias com sindicatos internacionais para garantir a segurança e a valorização dos profissionais da sua rede em qualquer país no qual estejam atuando. Neste caminho, por exemplo, a entidade vem trabalhando na elaboração de uma plataforma de cooperação online que garantirá o acompanhamento dos profissionais de todas as categorias que estiverem fora de seu país de origem, através de uma ponte entre sindicatos do país de origem, federações e os sindicatos do país de atuação daquele momento. O Brasil, por sua vez, acompanhará seus radialistas através da Fitert”, complementou José Antônio.

Fonte: Da redação, com informações da Secretaria de Imprensa

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA