Radialistas de Sergipe rejeitam proposta patronal e aprovam estado de greve

Na noite desta terça-feira, dia 16, dezenas de radialistas compareceram a sede do Sindicato dos Radialistas de Sergipe (STERTS) em Aracaju, para dizerem não a proposta da classe patronal, que insiste em querer massacrar os trabalhadores da comunicação sergipana.

Em Assembleia Geral, as propostas dos 1,5% de reajuste e a retirada de alguns direitos foram reprovadas por unanimidade pela categoria. Diante a indecência absurda oferecida pelos patrões, os radialistas decidiram em votação que a partir desta terça-feira (16), entram em estado de greve, assembleia permanente e fica desde já pré-agendado o fechamento de uma emissora de TV. 

A Assembleia Geral também decidiu que seja oferecida a contraproposta de um reajuste baseado no índice da inflação + 2,5%  e que dos 19 itens da proposta inicial da categoria, possa haver uma redução para 15. Desta forma, visa fechar um acordo sem perdas para classe trabalhadora e dar fim ao discurso patronal de que “na negociação só uma parte saiu ganhando”.

Dia 2 junho, acontece as 9h, audiência na Delegacia do Trabalho para anúncio da contraproposta dos empresários da comunicação.

Fonte e Fotos: Ascom do STERTS

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA