FNDC lança campanha de filiação e apoio financeiro

Essa semana o FNDC (Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação) iniciou sua campanha de fortalecimento, convocando as entidades parceiras e também a população para colaborarem na luta pela democratização da comunicação.

É possível realizar contribuições espontâneas e também se filiar ao Fórum, no caso de associações, sindicatos, movimentos sociais, organizações não-governamentais e coletivos.

A Fitert acredita que é de extrema importância que os seus sindicatos também se filiem ao FNDC, para reforçar a articulação de denúncias e o combate a grave concentração econômica na mídia, a ausência de pluralidade política e de diversidade social e cultural nas fontes de informação, os obstáculos à consolidação da comunicação pública e cidadã e as inúmeras violações à liberdade de expressão.

Renata Mielli, coordenadora geral do FNDC, foi entrevistada pela Fitert e explicou as razões pelas quais se deve participar dessa campanha:

1- Por que a filiação dos sindicatos de radialistas neste momento é importante?

Renata Mielli: O Brasil vive um momento delicado da sua história. O movimento social está sendo fortemente criminalizado pelo Estado e pela mídia hegemônica. Vivemos um período de aumento das violações à liberdade de expressão. As reformas de caráter neoliberal promovidas por Temer estão vendendo o Brasil, atacando a capacidade de produção do país, destruindo os direitos dos trabalhadores. A Reforma Trabalhista tornou ainda mais frágil a relação do trabalhador com o empregado e ainda fragilizou o movimento sindical. Então, é preciso colocar ter claro que enfrentar esse cenário requer unidade e mecanismos para fortalecer lutas estratégicas. E a luta por uma comunicação mais democrática é estruturante para enfrentar o golpe e esse ataque aos direitos. Sem o apoio da mídia hegemônica esse golpe e essas reformas não teriam acontecido da forma como aconteceram. É preciso fortalecer a luta pela democratização da comunicação, colocando essa pauta no centro da agenda política dos sindicatos e isso passa, também, pela filiação ao FNDC. A filiação, além de fortalecer politicamente o fórum, ajudando a consolidar os comitês estaduais e as lutas concretas, também ajuda a fortalecer financeiramente o Fórum, que tem como única fonte de recurso a contribuição proveniente das mensalidades das entidades filiadas.

2- Quais as principais ações que o FNDC tem planejada para o ano que vem?

Renata Mielli: No próximo ano teremos, em abril, nossa Plenária Nacional. Nela vamos definir as ações para o próximo período e eleger uma nova coordenação executiva e um novo Conselho Deliberativo. Até lá, tiramos como prioridade dar seguimento à campanha Calar Jamais! de denúncias das violações à liberdade de expressão em curso no Brasil. Queremos que em cada estado sejam realizadas audiências públicas e tribunais populares para mostrar que não vamos ficar calados diante dessas violações. Também vamos dar continuidade à luta em defesa da Comunicação Pública e Comunitária, instrumentos reais de garantia de pluralidade e diversidade nos meios de comunicação. Estimular e fortalecer a mídia alternativa. A pauta da Internet também tem que estar no centro da nossa agenda, discutindo a proteção de dados pessoais, a privacidade, a universalização do acesso à internet e outros temas.

3- Como cada radialista, se quiser, pode contribuir com o FNDC?

Renata Mielli: Cada radialista e ativista do movimento social pode contribuir politicamente participando dos comitês do FNDC nos estados, que é aberto à participação de entidades e ativistas. Isso é fundamental para fortalecer a nossa ação política. Acessar nosso site e redes sociais e divulgar nossas iniciativas, compartilhando nossos conteúdos para que mais pessoas conheçam nossa luta e nossas propostas. E, financeiramente, cada radialista pode fazer sua contribuição individual com o FNDC, de forma fácil, rápida e segura, através do nosso site. Qualquer valor é bem-vindo. Estamos fazendo uma campanha especial para o 13º, pedindo que as pessoas doem algum valor, R$ 20, R$ 30, R$ 40,00 — ou menos para quem não puder doar isso, ou mais, claro, quem puder doar mais. Manter o FNDC ativo politicamente, podendo estar presente e na luta por uma comunicação mais democrática é fundamental para todos nós que lutamos para reestabelecer a democracia no nosso país.

Saiba como apoiar:

– Filie sua entidade ao FNDC! >>> http://sistema.fndc.org.br/cadastro/

– Se sua entidade já é filiada, regularize suas contribuições! >>> (entre em contato: secretaria@fndc.org.br ou ligue: 61-3224.8038)

– Faça uma doação avulsa ao Forum! >>> http://fndc.org.br/conteudo/doacao/

Fonte: Da redação, com informações do FNDC.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA