Estudo sobre censura na EBC é apresentado em Curitiba

Depoimentos de jornalistas e outros profissionais detalham como o golpe afetou a pluralidade dos veículos da empresa pública de comunicação.

Casos distintos de censura na Empresa Brasil de Comunicação (EBC) durante o governo de Michel Temer (PMDB) são o tema central de um estudo que foi apresentado em Curitiba no último dia 7. O trabalho científico “A EBC na era Temer: desmonte e a institucionalização da Censura”, de Gabriel Pansardi Ruiz, foi debatido no Grupo de Pesquisa Comunicação, Mídias e Liberdade de Expressão, durante a programação do 40º edição do Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (INTERCOM). A íntegra e o resumo do artigo já estão disponíveis.

O estudo traz vários depoimentos de jornalistas e outros profissionais da EBC que detalham como a censura se instalou nas redações dos veículos da empresa pública de comunicação. A dissolução do Conselho Curador, extinto após a aprovação da Medida Provisória 744/2016, no dia 02 de setembro 2016, também é enquadrada no trabalho como uma forma grave de censura. O Conselho era considerado o principal elo entre a EBC e a sociedade civil, um dos importantes meios que garantia o caráter de comunicação pública da instituição. 

Para o jornalista e autor do artigo, Gabriel Pansardi Ruiz, o objetivo foi pautar a academia sobre o que está acontecendo na EBC. “Além de trazer o assunto para o maior encontro de ciências da comunicação do país, a ideia foi denunciar que o governo Temer desmantelou a EBC, que virou praticamente uma assessoria de propagandas do golpista Temer. A comunicação pública no país também está retrocedendo muito com o golpe”, avalia. Segundo Ruiz, uma versão do artigo, em forma de reportagem, deverá ser publicada em breve na mídia alternativa. 

Fonte: FNDC.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA