PM atira em ativistas e prende outros 20 em protesto do MTST em Recife

Publicado originalmente na página do Facebook do FNDC

A PMPE reprimiu violentamente um protesto do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), em Recife-PE, na tarde desta terça-feira (21/2). Além dos costumeiros tiros de bala de borracha e gás de pimenta, também foram usadas armas letais. A jovem ativista Vitória Regina Silva Rodrigues Pena, de 22 anos, foi baleada na parte inferior do ombro direito e outros 20 integrantes foram detidos, entre eles um dos advogados que acompanhava o movimento. De acordo com relatos de lideranças, pelo menos dez pessoas estão sendo indiciadas por organização criminosa.

A Campanha Calar Jamais lamenta tamanha violência e denuncia, mais uma vez, a forma cada vez mais truculenta com a qual o Estado brasileiro vem combatendo a insatisfação popular. Reivindicar e protestar são direitos constitucionais e devem ser respeitados e garantidos pelos governos de plantão. Calar a população com violência é uma das piores formas de cercear a liberdade de expressão, direito humano fundamental.

A campanha #CalarJamais tem recebido denúncias de vários locais do país. Se você foi vítima ou testemunha de violações à liberdade de expressão ou ao direito à informação, denuncie aqui: http://www.paraexpressaraliberdade.org.br/calar-jamais/
#LutarNãoéCrime

Fonte: FNDC

Créditos da Imagem:  FNDC – Campanha Calar Jamais!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA