Nova diretoria da Fitert é eleita

Foi eleita a nova diretoria da Fitert na noite de ontem (5) pelas delegadas e os delegados presentes à Plenária Eleitoral que se realiza em Brasília a nova diretoria vai gerir a entidade até 2020. 

A comissão eleitoral e de credenciamento considerou aptos a indicarem delegadas e delegados à plenária 23 entidades sindicais de base. Ao todo, participaram da votação 111 delegadas e delegados. Não foram credenciados os sindicatos de Mato Grosso e Pernambuco, por problemas na documentação ou convocação/realização de assembleias fora do prazo regimental.

Compuseram a delegação participante da Plenária eleitoral 24 delegadas e delegados natos (dirigentes da Fitert cujos nomes foram referendados em assembleias de base), 7 representantes do Rio de Janeiro, 7 da base de São Paulo, 5 do Rio Grande do Norte, 5 de Sergipe, 5 do Pará, 5 do Piauí, 5 da Bahia, 5 do Espírito Santo, 5 do Rio Grande do Sul, 5 do Mato Grosso do Sul, 5 eleitos pelo Sindicato dos Radialistas do Maranhão, 4 representantes do Distrito Federal, 4 de Goiás, 4 de Minas Gerais, 3 do Estado do Amapá, 3 de Roraima, 2 eleitos pelo Sindicato de Itabuna (BA), 2 representantes da base de Santarém (PA), 2 de Ilhéus (BA), 2 de Imperatriz (MA) e 2 de Campina Grande (PB).

Eleição para a diretoria

Apresentaram-se à plenária duas chapas – ‘Transparência e União’ e ‘Fitert pela Base’. A chapa Transparência e União recebeu 61 votos (54,95%) e a chapa Fitert pela Base recebeu 50 votos (45,05%). Diante da apresentação de 02 (duas) chapas, a direção executiva da Federação será composta com base no critério da proporcionalidade direta, ficando a chapa Transparência e União com direito a indicar 08 cargos titulares à diretoria executiva, 07 cargos adjuntos à diretoria executiva, 02 titulares e 02 suplentes ao conselho fiscal. À chapa ‘Fitert pela Base’ fica assegurado indicar 07 cargos titulares à diretoria executiva, 06 cargos à diretoria executiva adjunta, 01 titular e 01 suplente ao conselho fiscal.

Conforme previsão do artigo 16º do estatuto da Fitert, a nova direção tem que assegurar que ao menos 20% das vagas sejam reservadas a um gênero oposto ao da maioria da composição.

Após polêmicas sobre a forma de apresentação dos nomes e ordem da escolha de cargos por cada uma das chapas, os integrantes e apoiadores da chapa ‘Fitert pela Base’ decidiram se retirar do plenário. 

A alínea ‘b’ do inciso XVI do artigo 18 do estatuto da Federação determina que “estabelecida a diferença entre as chapas que comporão a nova direção, divide-se o total de votos válidos do escrutínio pelo número de cargos do estatuto e assim aplicar-se-á a proporcionalidade direta para composição da direção”. “A mesma proporção obtida por cada chapa no escrutínio eleitoral será usada para composição dos adjuntos e do conselho fiscal”.

Num esforço de preservação da unidade da Federação a comissão eleitoral indicou que a chapa ‘Transparência e União’ indicasse apenas os cargos aos quais tem direito conforme o estatuto da Federação e os cargos que por direito a chapa ‘Fitert pela Base’ poderá indicar ficassem em aberto até o limite da data da posse da nova diretoria, que acontecerá no dia 28 de outubro deste ano. Assim foi acatado e foram proclamados como dirigentes eleitos para a diretoria da Federação na gestão 2017-2020: Jaílson Gomes (coordenador), José Antônio Jesus da Silva (tesoureiro), José Henrique Rodrigues (vice-coordenador), José Eduardo Figueiredo (secretário de formação), José Alves do Nascimento Filho (secretário geral), Fernando Cabral (secretário de política sindical), Luciano José Guedes (secretário jurídico), Francisco Galdino (secretário de relações internacionais), Sullyvan Rogério Pereira (tesoureiro adjunto), José Maria (secretário adjunto de formação), Elias Reis (secretário geral adjunto), Josemar Pinheiro (secretário jurídico adjunto), Edson da Silva (secretário internacional adjunto), Maria da Conceição S. Gouveia (secretária adjunta de política da mulher), Sonia Amorim (secretária adjunta de política social). Titulares do Conselho fiscal: Luan Rogério, Alexsandro Santos. Suplentes do Conselho Fiscal: Galdino Neto e Éder Marcelo. Caso da chapa Fitert pela Base não indique seus nomes  até a data da posse, caberá à direção eleita analisar, com base no artigo 20 do estatuto, a complementação da nominata da direção. 

ERRATA: Originalmente havia sido publicado que a posse da nova diretoria aconteceria em 18 de outubro, por um erro de digitação. A data correta, como previsto no artigo 13° do regimento eleitoral (que pode ser baixado aqui) é dia 28 de outubro. Corrigido em 16/10/2017 às 18h41.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA